Estar perto de quem gosta faz bem para corpo e mente

Estar próximo de pessoas amadas faz muito bem para os adultos e melhor ainda para as crianças. Uma pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Pediatria mostra que os pequenos ficam mais felizes ao estarem perto dos pais do que ao ganharem presentes.

— As lembranças e memórias afetivas trazem essa alegria de estar junto. Muitos pais acreditam que comprar brinquedos para os filhos os deixa felizes, mas são itens que precisam de mediação para realmente servirem para algo. Quem nunca viu crianças brincando com pedaços de paus mais felizes que as que tem brinquedos caros? O valor não está no objeto, mas no uso que fazemos dele — explica Luciana Brites, psicopedagoga e uma das fundadoras do Instituto NeuroSaber.

A professora de arte Roberta Valente, de 30 anos, mora em Paulínea, São Paulo, e faz questão de vir ao Rio no Natal para encontrar a família.

— Tenho outros parentes que moram longe e esta é a única época em que todos se programam para estarem juntos. No ano passado, cada um passou o Natal num canto e eu senti falta. Mas tive a oportunidade de comemorar com outra família — lembra.

Acolhimento, conforto e segurança

De acordo com a psicóloga Camila D’Ávila Moura, especialista em relacionamentos, a vontade de estar próximo a pessoas queridas nesta época do ano se dá por conta do encerramento de um ciclo:

— Quando estamos perto de pessoas que amamos, nos sentimos mais motivados a avaliarmos este ciclo que passou e criar novos projetos para o próximo ano.

Nem sempre é possível estar junto da “família de sangue”, mas o importante mesmo é estar cercado de amor.

— Na época de Natal, percebe-se um espírito de amizade, tolerância, carinho por pessoas que amamos e nos amam, que nos protegem e nos fazem sentir confortáveis e seguros. Acolhidos, na verdade. Por isso buscamos estar próximos dessas pessoas, que as vezes não são nem da família, mas trazem calor e acolhimento — pontua Livia Marques, psicóloga especialista em terapia cognitiva comportamental.

 

 

fonte:https://extra.globo.com/noticias/saude-e-ciencia/saiba-como-lidar-com-quem-mudou-apos-se-tornar-poderoso-23226729.html

 

 

Compartilhe nas redes

Submit to FacebookSubmit to LinkedIn